Cachorros serão usados para ações nas cadeias de Santa Catarina

Cachorros serão usados para ações nas cadeias de Santa Catarina
<p>Valentia, faro apurado e disposição de sobra. Essas são as especialidades de uma equipe em treinamento para participar de missões de busca, recaptura, guarda e proteção no sistema prisional de Santa Catarina. Tratam-se de três cães da raça pastor-belga Malinois, que devem estar prontos para entrar em ação a partir do segundo semestre do ano que vem. </p><p>Um deles, Maxx, tem no currículo prêmios em competições de cães policiais e é o único já treinado para o trabalho. Outros dois ainda são filhotes e estão em formação. O trio integra um projeto piloto implantado inicialmente na Penitenciária de Florianópolis.</p><p>Quando estiverem aptos aos trabalhos, os cães poderão farejar armas, drogas, localizar explosivos, aparelhos celulares, além de auxiliar nas ações de guarda, escolta e no controle de motins e rebeliões. Objetos minúsculos, como chips de celular, também poderão ser farejados em locais escondidos das celas. O faro e o instinto dos animais terão o mesmo proveito de quando praticados em operações policiais comuns, mas nesse caso serão voltados às particularidades do sistema prisional, com ambientes e tarefas específicas das cadeias.</p><p>—Faz parte da política de capacitação implantada em Santa Catarina e da nova proposta de segurança operacional do sistema prisional— anuncia o secretário de Estado da Justiça e Cidadania, Leandro Lima.</p> Foto: Marco Favero / Diário Catarinense <p>Uma portaria publicada na semana passada regulamentou os trabalhos a partir da criação da Divisão de Operações com Cães (DOC) no sistema prisional. A estrutura de capacitação dos animais e dos condutores está concentrada na Academia de Justiça e Cidadania, onde são formados e capacitados os agentes penitenciários do Estado.</p><p>Dois agentes participaram de um curso de cinotecnia na Polícia Militar e estão aptos a trabalhar no início das atividades. </p><h2>O pastor-belga Malinois </h2><p>- Inteligente, ágil e dotado de ótima capacidade para aprender e executar comandos;</p><p>- Lealdade, obediência e companheirismo;</p><p>- Eficiente para farejar, capturar e proteger (Está presente no livro de recordes, o Guinness world records , como o maior farejador de drogas registrado;</p><p>- Vive de 12 a 14 anos.</p><p><strong>Veja também: </strong></p><p> <strong>Homem é baleado após ter carro roubado em São José</strong> </p><p> <strong>Governo de Santa Catarina paga segunda parcela do 13º salário no dia 17 de dezembro</strong> </p><p> <strong>Praia de Balneário Piçarras recebe a certificação “Bandeira Azul”</strong> </p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense