Centro de Treinamento do Flamengo passa por vistoria

Integrantes do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Prefeitura do Rio, além de representantes do Ministério Público do Estado e do Ministério do Trabalho realizaram uma vistoria nesta terça-feira no Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, zona oeste da capital fluminense.

 

Peritos da Polícia Civil também participaram da inspeção, que durou mais de três horas e analisou as condições do CT.  A partir das constatações, o local pode sofrer interdição total ou parcial.  Os especialistas chegaram por volta das 10 horas da manhã e deixaram o Ninho do Urubu depois das uma da tarde. A imprensa não pôde acompanhar a vistoria.

 

O objetivo foi apurar possíveis irregularidades no local, onde dez jogadores da categoria de base do clube morreram e outros três ficaram feridos em um incêndio na última sexta-feira. Por nota, a prefeitura do Rio informou que a área de alojamento atingida pelas chamas não consta no último projeto aprovado pela área de licenciamento, em abril de 2018.

 

Ainda segundo a prefeitura, a área está descrita no projeto como um estacionamento de veículos e não como um alojamento. Também não há registros do certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros. A ausência do documento impede a concessão do alvará. Por causa disso, a prefeitura multou o Flamengo mais de 30 vezes.

 

O caso está sendo investigado pela delegacia de Polícia do Recreio dos Bandeirantes, onde funcionários do clube que estavam no local na hora do incêndio prestaram depoimento nesta terça-feira.

Fonte: Rádio EBC