CEOs do HSBC, Credit Suisse e Standard Chartered desistem de conferência saudita

<p>Os executivos-chefes (CEOs, na sigla em inglês) de três grandes bancos europeus, HSBC, Credit Suisse e Standard Chartered, desistiram hoje de participar de uma conferência na Arábia Saudita, conhecida como Iniciativa de Investimento Financeiro, colocando em dúvida o evento marcado para a próxima semana.</p><p>Os últimos cancelamentos vieram após uma onda de indignação contra a Arábia Saudita, em meio a alegações de que o governo saudita teria assassinado o jornalista dissidente Jamal Khashoggi em seu consulado em Istambul.</p><p>O CEO do HSBC, John Flint, falaria no evento, em Riad, e o banco era um parceiro estratégico na conferência, que já foi apelidada de “Davos no Deserto” da elite global dos negócios.</p><p>O CEO do Crédit Suisse, Tidjane Thiam, fazia parte do painel consultivo da conferência, e o do Standard Chartered, Bill Winters, tinha discurso previsto no evento.</p><p>Na esteira de cancelamentos anteriores, organizadores da conferência saudita se recusaram ontem a comentar a questão e indicaram que o evento seguirá adiante como previsto. Fonte: Dow Jones Newswires.</p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense