Condenado à prisão domiciliar, senador Acir Gurgacz recebe autorização para viajar ao Caribe

Justiça autoriza senador Acir Gurgacz, que está em prisão domiciliar, a viajar para o Caribe.

 

A decisão é do juiz Fernando Luiz de Lacerda Messere, da Vara de Execuções das Penas em Regime Aberto do Distrito Federal. Ele atendeu ao pedido de viagem do senador Acir Gurgacz, do PDT de Rondônia, a um Resort Hotel e Casino, em Aruba, ilha do Caribe, de 17 de julho a 3 de agosto deste ano. Neste período, a execução da pena fica suspensa.

 

Gurgacz foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão pela prática de crime contra o sistema financeiro nacional ao usar documentos falsos para desviar recursos de um financiamento obtido junto ao Banco da Amazônia para a renovação da frota de ônibus da Viação Eucatur, no estado do Paraná.

 

Atualmente, o senador cumpre pena privativa de liberdade no regime aberto na modalidade de prisão domiciliar, podendo trabalhar em seu gabinete no Senado. O mandato dele vai até 2023.

 

Em nota, Acyr Gurgacz informou que a viagem do senador será no período de recesso parlamentar, para um destino frequentado pela família há mais de 20 anos. Também disse que as férias são para comemorar 35 anos de casamento e será paga com recursos próprios, sem nenhum prejuízo aos cofres públicos.

 

O senador declarou ainda que sempre cumpriu e vai continuar cumprindo todas as determinações da Justiça e que se considera completamente inocente das acusações que recebeu.

 

A reportagem solicitou um posicionamento do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, que deu parecer favorável às férias do parlamentar, e aguarda retorno.

Fonte: Rádio EBC