Criciúma sai na frente, mas Goiás vira e mantém o Tigre no Z-4

Criciúma sai na frente, mas Goiás vira e mantém o Tigre no Z-4
<p>Pela quinta vez, o <strong>Criciúma</strong> deixou escapar a chance de sair da zona de rebaixamento da <strong>Série B do Campeonato Brasileiro</strong> ao perder de virada para o Goiás fora de casa, por 2 a 1. O Tigre até começou melhor, mas foi superado pelo adversário no Olímpico, em Goiânia, na noite desta sexta-feira (13).</p><p>O resultado não apenas mantém o Criciúma em penúltimo lugar como complica ainda mais a situação. Quatro pontos separam o time catarinense do primeiro fora do Z-4. O problema é que São Bento (15º colocado), Juventude (16º) e Sampaio Corrêa (17º) têm um jogo a menos e ainda podem ampliar a vantagem.</p><p><strong>Tigre abre o placar</strong></p><p>O primeiro tempo foi morno, com os dois times dando espaços mas poucas chances de gol. A estratégia do Criciúma de neutralizar as ações do Goiás com um meio-campo mais povoado deu certo e o Tigre teve mais volume de jogo na etapa inicial.</p><p>O primeiro lance de perigo foi catarinense, aos cinco minutos. Em cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, Liel subiu mais que todo mundo e cabeceou, mas não pegou bem e mandou por cima do gol. Três minutos depois, Vitor Feijão recebeu em posição de impedimento e finalizou por cobertura depois que o árbitro já tinha apitado, atitude que lhe rendeu um cartão amarelo que o tira do próximo jogo.</p><p>O Goiás teve apenas uma boa chance no primeiro tempo. Aos 17 minutos, após boa jogada pelo lado esquerdo, a bola foi cruzada na área, desviou de leve em Lucão e cobrou para o zagueiro David Duarte. O jogador esmeraldino arriscou uma bicicleta, mas chutou por cima do gol.</p><p>O Criciúma continuou melhor e os donos da casa não se encontravam em campo.  Aos 28 minutos, Sueliton avançou bem pela direita, foi até a linha de fundo e cruzou. Vitor Feijão finalizou de primeira e o goleiro Marcos não segurou firme. No rebote, Feijão tentou pela segunda vez e abriu o placar para o Tigre.</p><p><strong>Goiás chega à igualdade</strong></p><p>O gol pareceu acordar o Goiás e a vantagem carvoeira durou apenas cinco minutos. Em um lance de ataque com Michael pelo lado esquerdo, a defesa do Criciúma não conseguiu afastar e a bola sobrou na entrada da área para o volante Giovanni, que mandou uma bomba de longe, no canto direito de Luiz, e deixou tudo igual. O Tigre reclamou de uma suposta saída da bola pela lateral no lance de gol, mas o replay da TV deu razão à arbitragem.</p><p>Pouco depois, Gedoz também arriscou de longe e a bola passou poucos centímetros acima do ângulo direito da trave defendida por Luiz.</p><p>No intervalo, o técnico Mazola Júnior foi obrigado a colocar Ralph no lugar de Sueliton, que sentiu a coxa.</p><p>Logo no começo do segundo tempo, Artur fez boa jogada pela esquerda, foi até a linha de fundo e tocou para trás para Luiz Fernando, que finalizou mal.</p><p><strong>Time da casa vira</strong></p><p>O jogo seguiu com poucos lances de ataque até os 17 minutos, quando o Goiás virou. Michael recebeu dentro da área pela direita, ficou cara a cara com Luiz e finalizou entre as pernas do goleiro para colocar o Esmeraldino em vantagem.</p><p>O revés fez o Criciúma se lançar ao ataque e quase chegou ao empate com um chute de fora da área de Alex Maranhão, mas o goleiro Marcos espalmou. </p><p>A necessidade do empate fez o Tigre ceder espaços para contra-ataques. Em um deles, Lucão chegou cara a cara com Luiz, com Maranhão dando opção ao atacante do Goiás ao lado. Lucão tentou uma cavadinha e o goleiro do Tigre defendeu.</p><p>O Goiás administrou o resultado até o fim mantendo a posse de bola no campo ofensivo e o Criciúma não teve forças para chegar ao empate.</p><p><strong>Próximo compromisso</strong></p><p>Na vice-lanterna com 13 pontos, o Criciúma volta a campo na próxima sexta-feira (20), quando recebe o Londrina no Estádio Heriberto Hülse, às 19h15min. Vitor Feijão, suspenso, não joga. Outra dúvida é Sueliton, que sentiu a coxa esquerda ainda no primeiro tempo e foi substituído no intervalo.</p><p><strong>FICHA TÉCNICA</strong></p><p><strong>GOIÁS – 2</strong><br>Marcos; Alex Silva, David Duarte, Victor Ramos e Ernandes; Gilberto, Giovanni e Renato Cajá (João Afonso); Felipe Gedoz (Maranhão), Lucão e Michael (Felipe Garcia). Técnico: Ney Franco.</p><p><strong>CRICIÚMA – 1</strong><br>Luiz; Sueliton (Ralph), Nino, Fábio Ferreira e Artur; Liel, Marlon Freitas, Eduardo, Élvis (Alex Maranhão) e Luiz Fernando (Kalil); Vitor Feijão. Técnico: Mazola Júnior.</p><p><strong>ARBITRAGEM:</strong> Wanderson Alves de Sousa, auxiliado por Ricardo Junio de Souza e Magno Arantes Lira (trio de MG)<br><strong>GOLS: </strong>Giovanni, aos 33′ do 1ºT, e Michael, aos 17′ do 2ºT. Vitor Feijão, aos 28′ do 1ºT (C).<br><strong>CARTÕES AMARELOS: </strong>Ernandes e Renato Cajá (G).<strong> </strong>Vitor Feijão e Ralph (C)<br><strong>PÚBLICO:</strong> 9.973, para renda de R$ 87.250,00<br><strong>LOCAL:</strong> Olímpico, em Goiânia (GO) </p><p><strong>Veja a </strong> <strong>tabela da Série B do Brasileiro</strong> <strong><br>Mais notícias do </strong> <strong>Criciúma</strong> </p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense