Distrito Federal registra queda no número de casos suspeitos de dengue

Caiu em mais da metade o número de suspeitas de dengue no Distrito Federal, em relação ao ano passado. Segundo a Secretaria de Saúde do DF, foram registrados mais de 1.400 casos, entre janeiro e julho deste ano:1.800 a menos que o mesmo período de 2017.

 

O boletim epidemiológico desta sexta-feira mostra, ainda, o comparativo de casos prováveis em pessoas que moram em outros estados e estiveram no DF. No ano passado, foram mais de quatrocentos e, este ano, 68.

 

O maior número de suspeitas de dengue é em Planaltina, com 236 casos. Depois vem Samambaia, São Sebastião, Paranoá, Itapoã e Taguatinga. Por faixa etária, as suspeitas se deram, em maior parte, em pessoas entre 20 e 49 anos. Depois, no grupo de 5 a 19 anos.

 

Entre os casos confirmados este ano, dois foram registrados como graves, e uma morte foi confirmada. No ano passado, foram 15 casos graves de dengue e dez pessoas morreram pela doença.

 

Outras doenças também transmitidas pelo mosquito aedes aegypti caíram no DF, em relação ao ano passado. Os casos de zika vírus reduziram em 45% e, os de chikingunya, em 63%.

Fonte: Rádio EBC