É difícil votar hoje’, diz presidente do Conselho de Ética sobre ação contra Cunha

É difícil votar hoje’, diz presidente do Conselho de Ética sobre ação contra Cunha

Colegiado se reúne para apresentação do relatório que pede seguimento do processo que pode levar à cassação do presidente da Câmara

Para o presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PSD-BA), é pouco provável que o relatório que libera a abertura do processo que pode culminar na cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), seja votado nesta quinta-feira.

José Carlos de AraújoJosé Carlos de Araújo(Fabio Rodrigues/Agência Brasil)

O relator do caso, deputado Fausto Pinato (PRB-SP), se antecipou ao prazo e apresentou, três dias antes do limite, relatório que pede o andamento da ação contra Eduardo Cunha. Para ele, há indícios de que o peemedebista omitiu informações e recebeu vantagens indevidas. “Em tese, o relator está convencido de que há admissibilidade. Mas não conhecemos o teor desse relatório. ​Ele será apresentado e é praxe nessa Casa os deputados pedirem vista coletiva”, disse Araújo. “Será difícil ter votação.”

O presidente do conselho também afirmou que não tem conhecimento da defesa escrita pelos advogados de Cunha, que cogitam pedir a troca do relator. A documentação foi enviada pela defesa do peemedebista a Pinato nesta quarta-feira, conforme Araújo. Ele disse que o teor do documento também não veio a público. “Não tem nenhuma razão para pedir nem para eu conceder o afastamento do relator Fausto Pinato”, disse Araújo.