Erdogan quer desenvolver comércio de ouro com a Venezuela

<p>O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, declarou nesta terça-feira (12) que quer desenvolver o comércio do ouro com a Venezuela apesar das advertências dos Estados Unidos, que supervisiona los intercâmbios comerciais entre Turquia e Venezuela.</p><p>”Após nossa visita à Venezuela, o vice-presidente de [Nicolás] Maduro veio a nosso país e fez avaliações aqui”, declarou o chefe do Estado turco em Corum, perto de Ancara.</p><p>”Este vice-presidente elogiou a indústria de Corum, o sucesso de meus irmãos em Corum e, se Deus quiser, vamos levar Corum a outro nível em termos de comércio de ouro”, acrescentou.</p><p>Erdogan não citou a autoridade venezuelana a que se referia, mas a agência estatal Anadolu informou em janeiro a visita à Turquia de Tareck El Aissami, vice-presidente da área econômica da Venezuela e colaborador próximo de Maduro.</p><p>Segundo a imprensa, a Venezuela exportou ouro para a Turquia no valor de 900 milhões de euros em 2018, e em meados de janeiro os dois países concordaram em aumentar as exportações depois de um acordo que prevê o refino do ouro venezuelano em uma fábrica de Corum.</p><p>Uma alta autoridade dos EUA disse que Washington estava examinando as trocas comerciais entre Ancara e Caracas, em particular as exportações de ouro da Venezuela para a Turquia, para determinar se eles violaram as sanções impostas pelos Estados Unidos a Caracas.</p><p>”Examinamos a natureza das atividades comerciais turco-venezuelanas e, se encontrarmos uma violação de nossas sanções, obviamente agiremos”, disse o funcionário em Ancara.</p><p>Cerca de 50 países, incluindo os Estados Unidos e 23 membros da União Europeia (UE), reconheceram ou apoiaram o presidente do Parlamento venezuelano, Juan Guaidó, que se proclamou presidente em 23 de janeiro.</p><p>Mas o presidente Nicolás Maduro também conta com o apoio de países como Turquia, Rússia ou China.</p><p>Em 23 de janeiro, o presidente Erdogan ligou para Maduro para lhe dar apoio. Erdogan e Maduro têm um bom relacionamento há anos.</p><p>Maduro foi um dos primeiros líderes do mundo a apoiar Erdogan após a tentativa de golpe na Turquia em julho de 2016.</p><p> * AFP </p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense