Facchin diz que Lava Jato não perde relevância e está a salvo de retrocessos

O relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, fez uma rápida declaração sobre o vazamento de conversas entre o então juiz federal e atual ministro da Justiça Sergio Moro e procuradores da República durante a operação.

 

Para Fachin, a Lava Jato não perde relevância e está a salvo de qualquer retrocesso.

 

O ministro Luiz Fux, que é vice-presidente da Corte e, na tarde desta quarta (12), presidiu a sessão plenária devido à ausência do presidente Antonio Dias Toffoli, afirmou que a Justiça deve decidir sobre a validade das provas e das condenações na Lava Jato.

 

Os dois ministros falaram na entrada do Supremo, pouco antes de retomarem o julgamento sobre a constitucionalidade do decreto presidencial que determinou a extinção de conselhos consultivos.

Fonte: Rádio EBC