Israelense é morto a facadas por palestino na Cisjordânia

<p>Um israelense morreu neste domingo (16) após ser esfaqueado por um palestino na Cisjordânia ocupada, anunciou o hospital para onde foi levado depois da agressão.</p><p>Segundo a imprensa local, a vítima, Ari Fuld, de 40 anos e morador da colônia de Efrat, estava em frente a um centro comercial no cruzamento de Goush Etzion, um bloco de colônias israelenses na zona sul da Cisjordânia ocupada.</p><p>O autor do ataque foi “neutralizado” por tiros de um civil israelense, informou, por sua vez, o Exército de Israel.</p><p>Ele foi ferido sem gravidade, segundo fontes da segurança palestina, citadas pela agência de notícias Wafa.</p><p>Outras fontes palestinas disseram à AFP que o agressor é Khalil Jabareen, de 17 anos, pertencente a uma família natural do vilarejo de Yatta, ao sul de Hebron.</p><p>Um vídeo postado nas redes sociais mostra um homem se aproximando de outro, mais velho, perto da entrada de um centro comercial e esfaqueando-o. O agressor é então perseguido por civis que atiram contra ele.</p><p>Muitos ataques foram registrados desde o final de 2015 na mesma área, ao sul de Jerusalém, entre Belém e Hebron, na Cisjordânia ocupada.</p><p>O último ataque mortal ocorreu em 26 de julho no assentamento de Adão, perto de Ramallah, onde um colono foi morto e outro ferido por um palestino.</p><p>As colônias são assentamentos civis israelenses nos Territórios Palestinos ocupados. São consideradas ilegais pelo direito internacional.</p><p>Os ataques com arma branca contra israelenses têm sido realizados com certa frequência nos últimos anos por palestinos rotulados pelas autoridades israelenses como “lobos solitários”.</p><p> * AFP </p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense