Jalisco bate recorde Guinness com maior degustação de tequila do mundo

<p>O estado mexicano de Jalisco, terra natal da tequila, conquistou no domingo o recorde do Guinness para a degustação dessa maior bebida do mundo, com a participação de 1.486 pessoas que se reuniram na praça principal de Guadalajara, a capital.</p><p>Apenas 24 horas antes, o estado caribenho de Quintana Roo (leste) obteve o mesmo recorde com 1.449 pessoas, superando a marca de Toronto, no Canadá, com 864 pessoas em 2013.</p><p>Os organizadores preencheram os três requisitos: um especialista para orientar a degustação, servir três tipos de tequila (branco, reposado e añejo) e superar o número de participantes em Quintana Roo.</p><p>”O número oficial hoje para a maior degustação de tequila do mundo é de 1.486. Parabéns! Entregamos oficialmente nosso certificado”, anunciou a premiação da Guinness Record, Natalia Ramírez.</p><p>Os assistentes gritaram: “Sim, foi possível!”, em meio de confetes multicoloridos.</p><p>Esta distinção acontece no marco do primeiro Dia Nacional da Tequila, que foi realizado em 16 de março.</p><p>Em Guadalajara, 150 mililitros de tequila de “430 garrafas” foram servidos, afirmou o secretário estadual de Turismo, Germán Ralis.</p><p>Entre a tradicional música mariachi e guiados pelo provador certificado Jaime Villalobos, os participantes apreciaram a cor, o corpo, o aroma e o gosto da tequila.</p><p>”Vamos tomar um trago de tequila, vamos colocá-lo na boca por pelo menos 15 segundos, para que fique bem impregnado com a língua, os dentes e o paladar”, pediu o degustador.</p><p>”Eu nunca fiz isso, é uma experiência muito boa”, disse Yolanda Rodríguez, 19, à AFP.</p><p>Alejandro Leos, 42 anos, disse: “Sou fã de tequila. Há muita diferença porque você pode perceber a elaboração, a consistência e o sabor único desta terra”.</p><p>A tequila é uma bebida mexicana produzida com sucos fermentados e agave destilada, em uma área protegida por denominação de origem. Este 2019 celebra 45 anos de ser o primeiro produto mexicano com esta distinção.</p><p>A bebida é exportada para mais de 120 países com um consumo de 200 milhões de litros por ano, enquanto no México a média consumida é superior a 80 milhões de litros por ano.</p><p> * AFP </p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense