Marina e Bolsonaro fazem embate mais duro do 3º bloco

<p>Marina Silva (Rede) e Jair Bolsonaro (PSL) protagonizaram o momento mais quente da terceira parte do debate da RedeTV!. A ex-senadora chamou a atenção do deputado sobre sua resposta em relação às propostas para as mulheres, dada no bloco anterior. “Você não sabe o que é ser mulher, ter as mesmas qualificações de um homem e ser a primeira a ser demitida”, disse. Antes, quando questionado sobre o tema, o Bolsonaro havia afirmado que era necessário apenas “cumprir a Constituição” e reclamou que tentavam colocar as mulheres contra ele.</p><p>Sobre as repetidas referências de Bolsonaro ao fato de ser evangélica e defender o plebiscito sobre o aborto, Marina ainda defendeu: “o Estado é laico”. A fala de Marina foi parabenizada, posteriormente, por Guilherme Boulos (Psol).</p><p>Ciro Gomes (PDT) escolheu novamente Geraldo Alckmin (PSDB)para dirigir sua pergunta, sobre política industrial e câmbio. O tucano disse que uma política fiscal bem resolvida deve colocar o câmbio no lugar e reiterou que vai zerar o déficit em dois anos. O pedetista, por sua vez, criticou a política de juros nos governos petistas, que valorizaram o câmbio e, com isso, provocaram o fechamento de milhares de indústrias.</p><p>A Ciro, Marina Silva (Rede) perguntou sobre as políticas para indígenas. O pedetista disse que é preciso colocar em prática medidas que já existem em lei, como o zoneamento econômico e ecológico, e lembrou de sua vice, Katia Abreu, que vai ajudá-lo a encontrar o “equilíbrio” entre o meio ambiente e o agro.</p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense