Para marcar Dezembro Laranja, mutirão para diagnosticar câncer de pele é realizado no sábado

Já ouviu falar no Dezembro Laranja? A campanha, que está em sua 21ª edição, alerta para os perigos do câncer de pele, o tipo mais comum na população brasileira.

Neste sábado, dia 7, mais de 4 mil dermatologistas vão realizar atendimentos gratuitos em 130 postos de saúde em todo Brasil.

No Distrito Federal, os médicos da Sociedade Brasileira de Dermatologia vão realizar o mutirão de atendimentos no Hospital Regional da Asa Norte.

Lá, os especialistas vão ficar à disposição para realizar consultas, exames, microcirurgias e esclarecer dúvidas sobre a doença.

De acordo com a dermatologista Christiana Modenese, as pessoas precisam se atentar aos sintomas, já que o diagnóstico precoce é essencial para o tratamento.

“Está vendo uma feridinha, uma bolinha vermelha ou um sinal que toda hora sangra com facilidade… É muito comum a gente receber a seguinte queixa: doutora, eu estou com uma espinha aqui que não cicatriza nunca, e de vez em quando ela sangra. Muitas vezes essa “espinha” é um câncer de pele, mesmo. Então o que a gente fala é: não adia o exame clínico, a procura pelo dermatologista. Quanto antes você procurar e tiver o diagnóstico, maior é sua chance de cura”.

Christiana Modenese também frisou a importância da prevenção, principalmente entre crianças e adolescentes.

“Os estudos que a gente tem provam que a maioria das pessoas que desenvolvem câncer de pele na idade adulta normalmente são pessoas que tiveram exposição solar exagerada na infância e na adolescência. Então é muito importante que a gente proteja as nossas crianças e adolescentes. Não só com uso de protetor solar, mas orientando que as crianças sejam retiradas de atividades expostas ao sol de 10h às 16h, com o uso do guarda-sol”.

O mutirão do Dezembro Laranja vai ser realizado neste sábado, no HRAN, das 9h às 15h. Serão realizados 400 atendimentos por ordem de chegada. Para mais informações, acesse: dezembrolaranja.com.br

 

*Estagiário sob supervisão de Jéssica Gonçalves

Fonte: Rádio EBC