Parece que Sérgio Moro não se arrependeu de ter tirado foto com Aécio Neves

Embora tenha afirmado à revista Cruzoé que se arrependeu de ter tirado uma foto aos risos com o senador Aécio Neves (PSDB-MG), réu na Lava Jato, o juiz Sérgio Moro, responsável pela operação na 1ª instância posou novamente ao lado de um político.

Desta vez, foi ao lado do ex-prefeito de São Paulo, o também tucano João Doria. A foto foi feita em Nova York, em um jantar oferecido pela Câmara de Comércio, no qual Moro foi condecorado com o título de Personalidade do Ano mesma homenagem que Doria recebeu ano passado.

De acordo com a Folha de S.Paulo, Moro respondeu às críticas: “Estou num evento social e tiro uma foto, isso não significa nada. É uma bobagem isso”.

A imagem repercutiu nas redes sociais. Mas teve quem reparou que existe outra foto, na qual os dois aparecem ao lado de ex-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo Fernando Capez (PSDB), réu em processo sobre a Máfia da Merenda.

As imagens geraram muitas críticas.

Mas também houve defesa ao ato do juiz.

Para descontrair, também teve quem olhou o que ninguém estava comentando.

Moro e Aécio

Apesar de ter minimizado a cena de terça-feira (15), Moro passou por situação semelhante com a foto com Aécio. No início deste mês, ele afirmou à Cruzoé que a foto com o tucano “foi um momento ruim” e “gerou uma impressão que não era verdadeira”.

A imagem foi feita em 2016, em uma confraternização da revista IstoÉ. Na ocasião, Moro foi homenageado com o título de Brasileiro do Ano na Justiça.


Fonte: brasilpost