Políticos catarinenses estão em "planilhão" incluso na delação de Joesley Batista


<p>A delação premiada do empresário <strong>Joesley Batista</strong> , da <strong>JBS</strong> , contém um “planilhão” com a relação de partidos, parlamentares e políticos beneficiados com milionários recursos. Pelo <strong>caixa 1</strong> e pelo <strong>caixa 2</strong> . São do <strong>PMDB</strong> , <strong>PT </strong> e <strong>PP</strong> , principalmente. De Santa Catarina, constam os nomes do governador <strong>Raimundo Colombo</strong> (PSD) com R$ 2 milhões e do senador <strong>Dário Berger</strong> (PMDB) com R$ 500 mil. E uma referência ao grupo <strong>Angeloni</strong> , de liberação para políticos, de R$ 4 milhões.</p><p><strong>Resposta<br></strong>O senador Dário Berger prestou o seguinte esclarecimento sobre o “planilhão” da JBS: “Informo que recebi doação no valor de R$ 500 mil de forma oficial, oriundos do diretório nacional do PMDB, devidamente registrado na prestação de contas junto à Justiça Eleitoral”.</p><p><strong>Árvore<br></strong>O ex-prefeito Dário Berger (PMDB), além dos ex-secretários <strong>Mário Cavallazzi</strong> e <strong>Aloysio Machado Filho</strong> , foi condenado pelo <strong>Tribunal de Contas do Estado</strong> ao pagamento de multas que totalizam R$ 67.218,00 por irregularidades na contratação da polêmica <strong>Árvore de Natal de 2009</strong> . O TCE determinou cinco medidas corretivas pela prefeitura. O contrato com a Palco Eventos, de <strong>Tubarão</strong> , foi feito sem licitação e, segundo o Tribunal, com superfaturamento.</p><p><strong>Posição<br></strong>Dário Berger disse que a decisão do TCE evidencia falha no processo administrativo, mas ressaltou: “O Tribunal de Contas restabeleceu a justiça, inocentando-me de responsabilidade, pois não encontrou dolo ou má fé, aplicando multas por supostos erros praticados por meus subordinados na época, aos quais cabe recurso”.</p><p><strong>Expediente<br></strong>Governo do Estado, Assembleia Legislativa e Tribunal de Contas do Estado suspenderam as atividades nesta sexta-feira.  <strong>Tribunal de Justiça</strong> , <strong>Ministério Público estadual</strong> e <strong>Tribunal Regional Eleitoral</strong> terão expediente normal. Como todos são servidores públicos, ou está havendo privilégio para os beneficiários com o ponto facultativo e direito ao feriadão ou injustiça com os que trabalharão normalmente. </p><p><strong>Acompanhe as publicações de </strong> <strong>Moacir Pereira</strong> </p><p> <strong>Atraso na obra do contorno viário de Florianópolis é uma calamidade</strong>  </p><p> <strong>Tubarão tem projeto para criar condecoração em homenagem a Luiz Carlos Cancellier</strong> </p><p> <strong>Prazo para entrega do contorno viário da BR-101 em Florianópolis é adiado para 2020</strong> </p><!– contentFrom:cms –>–>
Fonte: Diário Catarinense

Loading...

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.