Prefeitura de Belém fará reuniões com feirantes sobre reforma do mercado Ver-o-Peso

A Prefeitura de Belém vai realizar nos próximos 40 dias uma série de reuniões com feirantes do mercado Ver-o-Peso.

 

O compromisso foi estabelecido esta semana, pelo prefeito da cidade, Zenaldo Coutinho, em audiência pública realizada pelo Ministério Público Federal.

 

Durante a audiência, os feirantes reclamaram da falta de diálogo do governo sobre o projeto de reforma do mercado, que desde 1977 é tombado como centro histórico pelo Iphan, Instituto do Patrimônio Artístico Nacional.

 

A procuradora da República Nathália Mariel acredita que o importante agora é retomar o canal de diálogo.

 

Ednaldo Mácola, diretor de planejamento da Secretaria de Urbanismo de Belém, nega a ausência de diálogo e conta que a prefeitura está na terceira versão do projeto de reforma. O Iphan já emitiu nota técnica com a aprovação do projeto básico.

 

Manuel Rendeiro, mais conhecido como Didi do Ver-o-Peso, pede mais transparência no debate sobre o projeto de reforma.

 

Há 50 anos vendendo hortaliças e frutas na feira, Didi teme a redução no número de barracas por família.

 

O Ver-o-Peso foi criado em 1625 e é considerada a maior feira ao ar livre da América Latina. O mercado possui cerca de 800 feirantes.

 

Quase 50 mil pessoas circulam pelo local diariamente.

 

Esse número chega a dobrar durante o período do Círio de Nazaré. Os principais problemas enfrentados pelos feirantes e frequentadores têm sido alagamentos, falhas elétricas e más condições sanitárias.

Fonte: Rádio EBC