Presas sete pessoas acusadas de ataques a templos de religiões de matriz africana no Rio

Sete pessoas foram presas, nesta quarta-feira (14), acusadas de orquestrarem e praticarem ataques contra templos de religiões de matriz africana em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

 

De acordo com a Polícia Civil, a operação coordenada pela 62ª Delegacia de Polícia, de Imbariê, teve o objetivo de cumprir mandados de prisão na comunidade Parque Paulista contra integrantes do tráfico de drogas que atuam na região e estariam por trás dos ataques aos templos que vem ocorrendo neste ano.

 

Ainda segundo a polícia, as investigações que resultaram na operação desta quarta tiveram início há cerca de três meses, após a notificação dos casos de intolerância religiosa na comunidade.

 

A operação contou com o apoio de delegacias do Departamento Geral da Baixada, da Capital, de Especializadas e também da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

Em junho, uma operação policial foi realizada com o mesmo objetivo, também na baixada fluminense, depois que homens armados expulsaram um pai de santo na comunidade conhecida como Buraco do Boi.

 

Somente neste ano tiveram repercussão na imprensa pelo menos quatro casos de ataques a centros de candomblé e umbanda na Baixada Fluminense.

 

A situação levou o Ministério Público Federal a abrir um inquérito para apurar as ações e cobrar do governo do estado providências para garantir a segurança dos grupos religiosos.

 

Também no mês de junho, o Ministério Público Federal notificou as 120 instituições religiosas credenciadas junto à Secretaria de Administração Penitenciária, que prestam assistência religiosa nos presídios, para que informem que medidas já são ou serão adotadas em favor do respeito a todos os grupos religiosos.

 

A notificação foi feita após uma série de reuniões realizadas com as vítimas de intolerância e outras lideranças religiosas, e a suspeita de que alguns desses ataques tenham sido ordenados por facções criminosas de dentro dos presídios.

Fonte: Rádio EBC