Primeira cirurgia no SUS para tratar diabetes tipo 2 é realizada no Distrito Federal

A primeira cirurgia do Brasil que ajuda a controlar a diabetes tipo 2 foi realizada no HRAN, o Hospital Regional da Asa Norte, aqui na capital do país, nessa terça-feira (26). O procedimento durou pouco mais de 40 minutos e foi um sucesso.

 

A paciente operada não respondia bem ao tratamento com os remédios convencionais e corria o risco de ficar cega. Agora, ela provavelmente não precisará mais tomar medicamentos e terá uma vida normal. Esse tipo de operação na rede particular custa em média R$ 30 mil.

 

A cirurgia, que traz benefícios aos portadores de diabetes tipo 2, é uma intervenção bariátrica que já era utilizada para tratamento de pacientes obesos, quando descobriu-se que ajudava a controlar também o nível de insulina no organismo.

 

Ela consiste em cortar o intestino em formato de Y e unir uma dessas partes ao estômago. A presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes, Emerlinda Cordeiro, detalha que essa ligação ajuda na produção de hormônios que estimulam a insulina no organismo do diabético.

 

A dona de casa, Maria de Lurdes Cardoso, de 63 anos, convive com a diabetes tipo 2 há 40 anos e é uma das pessoas que poderá se beneficiar com a cirurgia para controlar a diabetes tipo 2 no SUS, no Distrito Federal. Ela toma diariamente dois medicamentos para controlar o problema, mas, mesmo assim, sente-se mal algumas vezes.

 

A cirurgia para controlar a diabetes tipo 2 é indicada apenas para aqueles pacientes que não respondem bem ao tratamento convencional. O SUS oferece em todo o Brasil medicamentos para controlar a doença, entre eles insulinas e controladores de glicose. Os remédios estão disponíveis nas drogarias credenciadas no programa Farmácia Popular.  

Fonte: Rádio EBC