Primeiro caso de febre suína africana é confirmado na Coreia do Sul

O governo da Coreia do Sul confirmou o primeiro caso de febre suína africana, um tipo altamente contagioso.

O ministro da Agricultura, Kim Hyeon-soo, anunciou nesta terça-feira (17) a confirmação de um caso em um criadouro de porcos na cidade de Paju, província de Gyeonggi, perto da zona desmilitarizada entre as duas Coreias.

Cinco porcos foram encontrados mortos ontem (16), e a infecção foi confirmada por meio de testes.

Autoridades do Ministério da Agricultura vão desinfetar todos os criadouros no país e verificar se há outros casos suspeitos.

As autoridades vão também proibir a movimentação de qualquer veículo que tenha entrado em criadouros de porcos ou fábricas de ração até quinta-feira.

A febre suína já se propagou pela China, onde vive quase metade de todos os porcos do mundo, e já foi confirmada também na Coreia do Norte.

No Japão, o contágio ainda não foi confirmado, e o Ministério da Agricultura do país pretende tomar medidas rigorosas para evitar a entrada da doença. O ministério lembrou que o vírus não é contagioso para seres humanos.

*Emissora pública de televisão do Japão

Fonte: AGÊNCIA BRASIL