Público terá atendimento médico vascular gratuito neste domingo em SP

A ação Circulando Saúde, da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), oferece atendimento médico vascular gratuito neste domingo (16), no Parque Villa-Lobos, localizado na zona oeste da capital paulista, das 9h às 14h. O objetivo é disponibilizar informações a respeito das principais doenças vasculares, formas de prevenção e tratamento.

Serão distribuídas cartilhas com orientações e haverá uma aula de aeróbica. Essa é a terceira edição do projeto, que já passou por São Luís e Recife. A próxima cidade será Fortaleza, no dia 19 de outubro.

O atendimento, feito por cirurgiões vasculares, residentes da especialidade, acadêmicos e alunos ligados à regional São Paulo da SBACV, será em tendas de apoio. Os médicos vão fazer uma triagem das principais doenças venosas e arteriais periféricas, bem como exame doppler de onda contínua nos pacientes que apresentarem alguma alteração.

Além disso, o público receberá orientações sobre os sinais e sintomas dessas doenças, para ficarem alertas aos perigos de alguns comportamentos de risco e às precauções que podem ser tomadas. Para ajudar na conscientização, haverá uma exposição de banners explicativos sobre trombose venosa, doença arterial periférica, aneurisma de aorta e obstrução de artérias carótidas.

“O objetivo é aproximar a nossa especialidade da população, possibilitar que os cidadãos conheçam os fatores que mais contribuem para o desenvolvimento de doenças vasculares e oferecer atendimento com angiologistas e cirurgiões vasculares a uma parcela da população que tem difícil acesso ao especialista”, disse o presidente da SBACV, Roberto Sacilotto.

As causas mais recorrentes das doenças vasculares são sedentarismo, má alimentação, cigarro, pressão alta e estresse do dia a dia. As varizes são as mais comuns, segundo a entidade. Estima-se que 30% da população mundial tenham varizes, afetando mais as mulheres (70%) do que os homens (30%). Os sintomas mais frequentes são dor, cansaço e sensação de peso nas pernas, ardência, inchaço, câimbras, dormência e áreas de pele inflamada com coceira.

Antes de cirurgia, em alguns casos, tenta-se o tratamento das varizes com o uso de meias elásticas, principalmente durante a gestação, e a utilização de medicamentos que melhoram o fluxo venoso, exercícios e emagrecimento.

“Para as varizes de médio e grosso calibre nas pessoas com sintomas de peso, cansaço e queimação, a técnica cirúrgica para retirada destas veias ainda é a mais utilizada em nosso meio”, disse o presidente da regional SP da SBACV, Marcelo Calil Burihan, ressaltando que o tratamento clínico é a primeira abordagem.

De acordo com a entidade, outra doença que está se tornando mais frequente é a arterial periférica, conhecida como má circulação, que deve atingir de 3% a 5% da população depois dos 50 anos e de 500 a mil indivíduos por ano em cada grupo de 1 milhão de habitantes. Isso aponta o risco de amputação de membros, que chega a 120 a 500 casos por milhão de habitantes, dependendo da região.

Segundo a SBACV, para evitar a progressão da doença, recomenda-se parar de fumar, controlar o diabetes e o colesterol, mudar hábitos alimentares e fazer exercícios físicos com regularidade. 

Fonte: AGÊNCIA BRASIL