UFSC lança edital de vestibular para medicina

UFSC lança edital de vestibular para medicina

O resultado de anos de esforço e articulação política foi concretizado ontem à tarde, com o lançamento oficial do edital do vestibular para o curso superior em Medicina no campus de Araranguá da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Serão selecionados 60 alunos para ingressar na nova opção de graduação. As provas serão aplicadas em sete cidades: em Criciúma, Tubarão e nos cinco campi da universidade (Araranguá, Blumenau, Curitibanos, Florianópolis e Joinville).

Um ato no auditório do campus, com a presença de autoridades políticas e da própria UFSC, além de representantes da sociedade civil organizada, deu ares de solenidade para o lançamento do edital. A publicação foi muito comemorada pela comunidade acadêmica e pelas lideranças locais.

O reitor da UFSC, Ubaldo Balthazar, retornou a Araranguá pela segunda vez no ano – a primeira foi para a entrega da ordem de serviço para a construção do prédio para abrigar o curso. A conclusão da obra está prevista para o fim de 2019. Até lá, o curso funcionará num prédio que pertence à Unisul. “É um prazer muito grande estar aqui. O curso começa no dia 31 de julho, junto ao calendário acadêmico. O vestibular será nos dias 7, 8 e 9 de julho, então está bem perto”, frisou o reitor, eleito na semana passada para um mandato de quatro anos depois de ocupar o cargo interinamente. Também há vagas ofertadas para os cursos de Engenharia de Computação e Tecnologia da Informação e Comunicação.

 

Inclusão regional

Segundo a professora Francis Solange Vieira Tourinho, secretária de Ações Afirmativas e Diversidades da UFSC, a instalação do curso de Medicina em Araranguá tem por objetivo fixar parte dos profissionais formados para atuar na região. Nesse sentido, a secretária municipal de Saúde, Evelyn Elias, projetou uma melhora na atenção básica no município com a implantação do curso.

O edital do vestibular prevê que os candidatos que cursaram todo o ensino médio nas regiões de Araranguá, Criciúma e Tubarão terão um acréscimo de 20% na nota, benefício a que também farão jus os alunos que concluíram o ensino médio por meio do ENEM, exame supletivo ou equivalente e comprovarem residência nos últimos três anos em algum dos 46 municípios da região.

 

Perto da família e do local de trabalho

Deputado que teve a implantação do curso como uma das principais bandeiras, Jorge Boeira (PP) destinou R$ 10 milhões para a construção do edifício a partir de emendas parlamentares. “Os jovens do Sul de Santa Catarina, agora, terão acesso a ensino público e gratuito de qualidade, morando perto da família e do local de trabalho. O curso de medicina é âncora. Vários outros cursos, especialmente na área de saúde, virão em função da graduação em medicina”, resumiu o parlamentar.

O pontapé inicial do curso de Medicina em Araranguá também foi comemorado pelo diretor do campus, Eugênio Simão. Segundo ele, a luta para alcançar a conquista atravessou vários “mares de incertezas”, porque foi preciso, além de recursos, intensa articulação política e apoio interno na universidade. O diretor citou os esforços do reitor e de Boeira para chegar ao resultado. “A gente venceu batalhas enormes”, sintetizou Simão.

 

Menina de 11 anos agradece implantação do curso

Em 2013, Sophia Freitas tinha seis anos quando uma audiência pública para discutir a implantação do curso foi realizada em Araranguá. Na ocasião, ela marcou presença com uma plaquinha que dizia: “Quero Medicina em Araranguá. Quero estudar, morar e cuidar da minha cidade”. Ontem, agora com 11 anos, Sophia pediu o microfone, desta vez para agradecer. “Eu estou muito feliz por saber que fiz parte. Fiquei feliz por saber que o pedido meu e de várias pessoas da comunidade foi atendido. A meu ver, o curso de Medicina vai ajudar muito a cidade, por isso vim aqui apenas para agradecer a todos que estão aqui e a quem tornou isso possível”, declarou a menina.

Cronograma

16 de abril (ontem) – Edital publicado
24 de abril a 23 de maio – Inscrições abertas
15 de maio – Prazo para preencher e enviar o requerimento de isenção da taxa de inscrição via CadÚnico
21 de maio – Divulgação do resultado das solicitações de isenção da taxa
24 de maio – Prazo para pagamento do boleto da taxa de inscrição (R$ 125)
29 de maio – Data a partir da qual a Confirmação de Inscrição Preliminar ficará disponível no site, bem como relação dos candidatos que tiverem a inscrição indeferida
5 de junho – Prazo para apresentar correções aos dados constantes da Confirmação de Inscrição Preliminar ou recorrer contra o indeferimento (até as 18h)
25 de junho – Confirmação de Inscrição Definitiva será publicada, assim como o local de aplicação de prova de cada candidato. Essa confirmação deve ser impressa para apresentar no dia da prova
7 de julho – Aplicação da prova 1 (língua portuguesa, literatura brasileira, segunda língua, matemática e biologia)
8 de julho – Aplicação da prova 2 (ciências humanas e sociais, física e química)
9 de julho – Aplicação da prova 3 (redação e quatro questões discursivas)
10 de julho – Prazo para apresentar recurso contra conteúdo das provas e gabaritos (até 18h)

Leia mais

Fonte: ClicTribuna