Universo: No Dia Nacional da Astronomia, um recado especial de cientistas brasileiros

O que Nicolau Copérnico, Galileu Galilei e dom Pedro II têm em comum?

 

Bom, os dois primeiros frequentam os livros de geografia há tempos, e todo estudante que já passou do ensino fundamental deveria responder: eles foram astrônomos e matemáticos.

 

Copérnico, um polonês, que nasceu em 1473, criou a teoria do Heliocentrismo, que colocou o Sol, e não mais a Terra, como o centro do Sistema Solar.

 

Pois, bem mais tarde, o italiano Galileu Galilei descobriu as manchas solares, os anéis de Saturno e as estrelas da Via Láctea.

 

Nascido em 1564, Galileu Galilei não só abraçou a teoria do Heliocentrismo, como suas descobertas comprovaram as postulações de Copérnico. É considerado o pai da astronomia moderna.

 

Ué, mas e dom Pedro II? O que tem a ver com tudo isso?

 

Considerado um prodígio por ter passado a infância treinando para governar, afinal assumiu o trono com apenas 5 anos de idade, dom Pedro II era um erudito.

 

Patrocinou o conhecimento, a cultura e as ciências em geral, e era um apaixonado pela astronomia.

 

E 2 de dezembro, dia de seu aniversário, foi escolhido para a gente comemorar o Dia Nacional da Astronomia. Ele, aliás, é o patrono brasileiro dessa ciência que cuida da imensidão do universo.

 

E neste dia todo da astronomia, vários astrônomos e pesquisadores brasileiros mandaram recados especiais para os ouvintes do programa Universo.

 

 

 

Universo:  Apresenta temas ligados à astronomia com o objetivo de explicar, de forma didática, as principais teorias do universo e descobertas científicas ligadas ao espaço. Ouça aqui os programas já veiculados da série.

Fonte: Rádio EBC