Vacinação contra gripe atinge apenas 56% do público-alvo; campanha vai até 31 de maio

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a baixa adesão à Campanha Nacional contra a Gripe pode comprometer o sistema de hospitais públicos em alguns meses.

 

Até agora, apenas 56% do público-alvo recebeu a imunização. De acordo com o ministro, a gripe pode agravar outras doenças e levar a um grande número de internações.

 

A preocupação é ainda maior no caso do Rio de Janeiro, que tem o menor índice de vacinação do país, com pouco mais de 38%.

 

De acordo com Mandetta, o Ministério da Saúde identificou os estados com mais fragilidade para intensificar a campanha.

 

Por isso, o lançamento, no mês passado, foi feito no Rio de Janeiro e até o Cristo Redentor foi utilizado em uma ação para reforçar a mensagem.

 

Mas, agora, segundo o ministro, o sucesso da vacinação depende da organização em cada cidade.

 

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe vai até o dia 31 de maio. O público-alvo da campanha em todo o Brasil é de quase 60 milhões de pessoas, principalmente idosos, gestantes e crianças de até 6 anos.

Fonte: Rádio EBC